Português Italian English Spanish

Prefeito em MT institui R$ 8 mil de verba indenizatória para si mesmo

Prefeito em MT institui R$ 8 mil de verba indenizatória para si mesmo

04/07/2019

Prefeito de Lucas do Rio Verde (distante 330 quilômetros de Cuiabá), Flori Luiz Binotti (PSD) resolveu instituir verba indenizatória para ele e seu secretariado. O projeto de lei com as especificações nesse sentido foi enviado para votação na Câmara Municipal da cidade e prevê a VI de R$ 8,5 mil para ele, R$ 3,5 mil para o vice (que não existe, pois saiu para se eleger deputado estadual, Sílvio Fávero-PSL), e vários outros em níveis de diretores e gerentes, entre os R$ 3,5 mil e R$ 8 mil.

O mesmo projeto prevê a instituição da verba ao Procurador Municipal, diretores de autarquias, gerentes de projetos e controladoria interna, de maneira a compensar o fato de todos esses citados e a si mesmo não receberem adiantamentos, ajuda de transporte, diárias ou passagens, pois essas seriam “despesas cotidianas inerentes ao exercício dos cargos”. Assim, a VI além de justificada seria fundamental para custeio das despesas tanto no município quanto no restante do Estado.

Porém, de acordo com a redação do projeto, mesmo com o pagamento da VI, despesas de transporte, hospedagem e alimentação de viagens para fora do Estado continuarão a ser custeadas pela municipalidade.

Binotti recebe R$ 13 mil de salário e os secretários, um pouco menos, R$ 11 mil mensais, o mesmo que gerentes de projetos, diretores de autarquias e da controladoria interna. O prefeito admite que não sabe bem o impacto financeiro a ser gerado caso a instituição da verba seja levada à frente e aprovada pelos vereadores da segunda maior cidade-pólo do médio-norte.

Quem tornou pública a intenção do prefeito foi Jiloir Pelicioli, o “Mano da Saúde” (PDT), que divulgou a documentação à imprensa de Lucas do Rio Verde. Ele também disse que o prefeito havia protocolado o projeto na quinta-feira (27), mas hoje (1º) de manhã, ele pediu a retirada do projeto da pauta para “reordenação”.

VEJA OS VALORES

Divididos por cargo, foram distribuídos da seguinte forma os dinheiros das novas VIs: R$ 8, 5 mil para o prefeito; R$ 3,5 mil para o vice, R$ 8 mil para os diretores de Desenvolvimento Humano e de desenvolvimento sustentável; R$ 6 mil para secretários municipais, o procurador-geral do município e diretor executivo do serviço autônomo de águas e R$ 3 mil para gerentes da administração.

 

FONTE: FOLHAMAX/RODIVALDO RIBEIRO

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário

 
 

 

 

COLUNAS E OPINIÃO

Blog do Samy Dana

Colunista O Repórter do Araguaia

Gerson Camarotti

Colunista O Repórter do Araguaia

 

VÍDEOS

 

Acesse nosso Canal no Youtube

 

NOSSOS PARCEIROS