Português Italian English Spanish

Grupos de WhatsApp de São Félix do Araguaia virou terra sem lei, com ofensas, difamação, calunia, preconceito e cobranças de dívidas

Grupos de WhatsApp de São Félix do Araguaia virou terra sem lei, com ofensas, difamação, calunia, preconceito e cobranças de dívidas

24/06/2019

Eleições se aproximando, grupos políticos se formando em São Félix do Araguaia – MT e tentando através de mensagens criminosas, desde calúnia, difamação ou injúria até preconceito racial e ameaça. Eles estão agindo de bandos, denegrindo a imagens de várias pessoas, pois o alvo deles é apenas um, “o poder”. Pessoas usando números de WhatsApp de forma oculta, ou seja, sem a imagem ou foto do proprietário, que se esconde por atrás de mensagens atacando os participantes, fazendo até cobranças indevidas sem autorização e covardemente justificando que não conhece a pessoas no qual o mesmo direcionou um áudio em seu nome.

Em um grupo de São Félix do Araguaia por nome “Vuco Vuco”, criado por uma pessoa, no qual irei resguardar seu nome, um dos participantes por nome “Eletricista”, nome fictício, usou de forma ilegal o meu nome, Vanessa, dizendo a um morador da cidade que o mesmo estaria me devendo e que era para pagar a divida, envolvendo a vida particular de ambas a partes, e isso já vem acontecendo há vários dias envolvendo nomes também de outras pessoas, até porque nunca autorizei o mesmo a usar o meu nome para fazer política, pois não sou política e minha vida particular cabe a eu resolver, isso fora do contexto político. Até porque o grupo não é um local ideal para cobrar as pessoas, existe um órgão de justiça específico a esse tipo de ação, cujo nome é “pequenas Causas”.

A prova que se trata de politicagem, que o tal do Eletricista, fizera várias cobrança através de um áudio, perguntando por que eu, Vanessa, não faria matérias denunciando algumas ações a serem realizadas nos município de Alto Boa Vista e São Félix do Araguaia, onde respondi que preciso que ele venha pessoalmente na sede do jornal e faça a denuncia, não fique se escondendo por trás de uma nuvem negra. Além disso, Eletricista citou tal de pesquisa afirmando que eu prometi realizar, pois gostaria que ele me dissesse de onde ele tirou essa ideia, e mais uma vez peço que ele procure o jornal e me informa quem lhe afirmou isso, do que se trata, quando e qual a pesquisa que ele afirma eu ter prometido a realizar.

Em um grupo de WhatsApp existe 250 participantes, e não é porque você faz parte que tem que admitir pessoas sem vínculo de amizade, usem o seu nome em brincadeiras de mal gosto, ou de forma ilegal, sem a sua autorização. Difamar, ofender alguém causando desavenças e constrangimento em um grupo de WhatsApp, cabe um processo por danos morais por gerar repercussão na esfera da vida particular, em um meio com grande visibilidade entre amigos, familiares e participantes. O mundo inteiro usa o Whatsapp. É uma ferramenta ágil de comunicação, mas que deve ser utilizada com muito respeito entre as pessoas.

O WhatsApp está longe de ser uma terra sem lei, o que você disser pode ser usado contra você. Até nos tribunais. E quem se sentir ofendidos com algo escrito no aplicativo de mensagem mais famoso do mundo pode e deve recorrer à Justiça. De acordo com a advogada Patrícia Peck Pinheiro, quem manda mensagens abusivas por apps de bate-papo ou por redes sociais pode ser responsabilizado tanto na esfera criminal quanto na cível. Em uma esfera, as penalidades são financeiras, como o pagamento de indenização; na outra, a pena pode envolver prisão.

Esse recurso de uma das ferramentas de rede sociais mais populares do mundo tem se mostrado cada vez mais ativo e importante pra interligar pessoas e ideias e isso é muito bom, já que há enorme comodidade em poder ver tudo o que se deseja (pessoas, autoridades, notícias e debates) em um só lugar, não é mesmo? Porém, hoje o que eu observo é que muitas pessoas vêm tentando fazer disso um trampolim político para alavancar (ou derrubar, conforme o caso), carreiras e reputações. E muitos, em vez de contribuir em debates nos grupos já criados, criam os seus próprios e colocam praticamente as mesmas pessoas que já estavam em grupos anteriores, apenas pra ver se este seu novo grupo passa a lhe dar algum protagonismo na discussão política.

Hoje, não precisa ler pra debater política. Basta comprar um celular de 400 reais com whatsapp instalado e a pessoa já se comporta como cientista político, apesar de nunca ter folheado uma única página sobre teoria política. E gente, ler é preciso sim quando estamos falando de política, que é basicamente, o confronto de ideias utilizando-se de dialética e retórica. Em São Félix do Araguaia, estamos CHEIOS de exemplos negativos nesse sentido, infelizmente. Sempre que alguém me coloca num grupo de Whats (normalmente sem falar comigo antes, o que é uma grosseria, fiquem sabendo), que não tem um objetivo definido, eu vou logo ver a lista de participantes; normalmente 75% a 80% das pessoas são as mesmas de outros grupos aos quais eu já pertenço.

De acordo com a advogada, Márcia Carraro Trevisioli, se você for vítima de um crime virtual através de mensagens ofensivas, deve, inicialmente, colher as informações, registrar a ocorrência por meio de uma ata notarial e registrar um boletim de ocorrência. "Caso não haja delegacia especializada em sua cidade, poderá registrar o BO em qualquer delegacia. Em razão do ambiente virtual ser muito vulnerável, colher a informação e registrá-la é essencial para a comprovação dos fatos", finaliza.

Para encerrar, a Internet de uma forma geral e os grupos de WhatsApp especificamente ainda parecem ser “terra sem lei”. Mas não se engane, apenas parecem.. já existem exemplos de ADMINISTRADORES DE GRUPOS que, mesmo sem terem feito nada errado, eles mesmos, foram processados e condenados por delitos cometidos por outras pessoas. "O Marco Civil da Internet fala da plena liberdade de expressão, mas a nossa Constituição diz que um direito não se sobressai ao outro. Você tem direito à liberdade de expressão, mas não é absoluto. Mas não existe a liberdade de ofender.

O grupo Vuco Vuco foi excluído pelo criador na manhã deste domingo.

 

Vanessa Lima/O Repórter do Araguaia

 

 

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário

 
 

 

 

COLUNAS E OPINIÃO

Blog do Samy Dana

Colunista O Repórter do Araguaia

Gerson Camarotti

Colunista O Repórter do Araguaia

 

VÍDEOS

 

Acesse nosso Canal no Youtube

 

NOSSOS PARCEIROS