Português Italian English Spanish

Abílio faz nova denúncia contra Adevair, que chora ao se defender

Abílio faz nova denúncia contra Adevair, que chora ao se defender

06/11/2019

A sessão desta terça-feira (5) na Câmara de Vereadores foi tumultuada e cheia de emoções. De um lado, Abílio Júnior (PSC) afirmou que mais mulheres o procuraram para denunciar outras situações de assédio sexual contra Adevair Cabral (PSDB). Do outro, Adevair se defendeu das acusações e chorou na tribuna, alegando ser vítima de “grande perseguição política”.

Na sessão, Abílio afirmou que a servidora que sofreu o assédio sexual irá se apresentar para esclarecimentos na Câmara. . "Ela vai vir aqui e falar para vocês. Estão surgindo mais pessoas. Só quero que essa Câmara se posicione, não podemos ficar calados".

Ele também afirmou que mais mulheres passaram pela mesma situação, se troca de favores sexuais por emprego na rede municipal de saúde. Na noite de segunda-feira (4), Abílio divulgou no Instagram prints de mensagens enviadas para ele pelo Instagram de mulheres que afirmam terem passado pelo assédio.

Reprodução/Instagram

"O tal vereador disse que eu poderia escolher o PSF que quisesse, só que antes da carta de apresentação ele precisava me conhecer melhor. E que depois de assumir a vaga ele queria uma visita por semana", diz trecho de uma das denúncias.

Na primeira vez que subiu na tribuna, Adevair falou apenas sobre indicações de obras para bairros em Cuiabá. No entanto, depois das acusações do colega, voltou a falar, mas para se defender das acusações e negar ter cometido os crimes a ele imputados, chegando a se emocionar durante as alegações.

“Querem colocar o meu nome na lama. Sou vítima de uma grande perseguição política. Estão expondo de maneira covarde a minha vida pessoal, a minha honra”, alegou Adevair.

O socialdemocrata também disse que na investigação sobre exploração sexual de menores, o nome dele é citado apenas como presidente da Associação proprietária do clube, da qual está afastado desde junho de 2016, quase um ano antes da festa onde ocorreram os crimes.

Sobre o suposto assédio sexual, ele afirma que não existe nenhuma denúncia formal de assédio. “Fico me perguntando, se a pessoa se sentiu constrangida, por que não registrou BO na época? Quero a quebra do meu sigilo telefônico, aí vou expor onde está o assédio”.

Ele também afirmou que vai processar as pessoas que o estão acusando. “Não vou brigar com ninguém, tudo vou resolver na Justiça. Vou representar criminalmente todos os que estão fazendo isso comigo covardemente”.

Confira o momento em que Adevair se emocionou durante a defesa

Vídeo

 

Thalyta Amaral

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário

 
 

 

 

COLUNAS E OPINIÃO

Blog do Samy Dana

Colunista O Repórter do Araguaia

Gerson Camarotti

Colunista O Repórter do Araguaia

 

VÍDEOS

 

Acesse nosso Canal no Youtube

 

NOSSOS PARCEIROS