Português Italian English Spanish

Produtores fazem ato na Assembleia e pedem alteração no Fethab

Produtores fazem ato na Assembleia e pedem alteração no Fethab

Data de Publicação: 16 de maio de 2019

Centenas de produtores rurais fizeram, na tarde desta quarta-feira (15), uma manifestação em frente à Assembleia Legislativa contra as mudanças no Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab), implementadas na gestão do governador Mauro Mendes (DEM).

Eles fizeram uma caminhada pelo Centro Político Administrativo (CPA) e depois pararam em frente ao Legislativo. O presidente da Aprosoja, Antônio Galvan, e os principais líderes do movimento se reuniram com os deputados estaduais logo em seguida.

Em uma carta, que será enviada ao governador, Galvan afirmou ser muitas as obrigações, tributos e fiscalizações às quais os produtores rurais estão sujeitos. E mesmo assim, segundo ele, os recursos arrecadados com essas ações não se reverteram em benefícios.

“Apesar do inegável o comprometimento do atual Chefe do Executivo Estadual, e de sua consciência do cenário desafiador em que o Estado se encontra, é natural que as experiências passadas também causem certo ceticismo em boa parte da população, nesse sentido, vale lembrar que os órgãos de arrecadação, fiscalização e controle, em diversos momentos fizeram apontamentos e sugeriram ações que visavam inverter a lógica de crescimento desenfreado da máquina, contudo, os gestores à época não conseguiram implementar tais medidas”, disse na carta.

“Os produtores rurais são sensíveis à necessidade de recomposição do poder de compra dos trabalhadores e reconhecem o efeito nocivo da inflação historicamente observada no Brasil sobre a renda da população, contudo essa mesma inflação aumenta sobremaneira os custos de produção e muitas vezes inviabilizam o negócio de produtores rurais e empresários, reduzindo drasticamente os postos de trabalho e a geração de renda”, afirmou.

O grupo de produtores reivindica imediata extinção do Fethab Milho e destinação de 100% dos recursos arrecadados pelo Fethab commodity (1 e 2) para transporte e habitação, atendendo aos objetivos para os quais o fundo foi criado.

Além disso, pediram uma apresentação das medidas concretas que estão sendo tomadas e seus impactos para adequação do tamanho da máquina pública ao crescimento da arrecadação. Eles querem também e a desburocratização da Secretaria de Fazenda, Secretaria de Meio Ambiente, Instituto de Defesa Agropecuária, Instituto de Terras e demais órgãos estaduais que tenham interface com a produção agropecuária.

Veja fotos e vídeos do protesto:

DOUGLAS TRIELLI 
DA REDAÇÃO

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário