Português Italian English Spanish

UFMT deixará de receber R$ 34 milhões do Governo Federal

UFMT deixará de receber R$ 34 milhões do Governo Federal


05/05/2019

A Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) deixará de receber R$ 34 milhões do Governo Federal, que anunciou na última semana um corte extra de 30% no orçamento de 2019 para todas as unidades públicas e Instituto Federais do país.

Já o Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) será afetado com um corte superior a R$ 31 milhões. 

Em nota, a reitora da UFMT, professora Myriam Serra, classificou a medida do governo como um “ato frontal a qualquer oportunidade de desenvolvimento do país”. 

Para a reitora, não é possível pensar em desenvolvimento econômico sustentável desatrelado do desenvolvimento social. “Este deve ser capitaneado por políticas educacionais criteriosas, seguidas de perto por investimentos em ciência, tecnologia e inovação”, frisou a reitora. 

Atualmente, a UFMT 113 cursos de graduação em 33 cidades de Mato Grosso, sendo 108 presenciais e cinco modalidades à distância. Conta ainda com 66 programas de mestrado e doutorado, atendimento 25.435 mil estudantes. 

“A nossa universidade é a 34º melhor do país. Em uma escola de 1 a 5, a UFMT tem o conceito 4 na avaliação do Ministério da Educação. Buscamos atingir o 5. Falta pouco. O desafio esbarra na ausência de recursos” diz a nota.

Por fim, a reitora pede o apoio da comunidade universitária, da população de Mato Grosso, bem como dos parlamentares federais e estaduais para que a UFMT, “um patrimônio da sociedade mato-grossense e brasileira, não seja precarizada”.

Insituto Federal

São 17 campus do Instituo Federal em Mato Grosso que serão afetados com um corte de R$ 31.838.793,00. 

Em nota, a reitoria informou que o cenário pode afetar as ações já planejadas, impactando diretamente no resultado da instituição junto à comunidade. 

“Impondo inclusive cortes radicais em contratos visando a manutenção e qualidade de ensino ofertados pelos campi”, destacou a reitoria em nota. 

O próximo passo será discutido em reunião do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Confit).

 

 

Yuri Ramires

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário

Banner Superior Esquerda

Banner Central Esquerda

Banner Inferior Esquerda

 

 
 

 

 

COLUNAS E OPINIÃO

Blog do Samy Dana

Colunista O Repórter do Araguaia

Gerson Camarotti

Colunista O Repórter do Araguaia

 

VÍDEOS

 

Acesse nosso Canal no Youtube

 

NOSSOS PARCEIROS