Português Italian English Spanish

Homem morto em confronto com a PM em Ribeirãozinho estava em fuga após aplicar 'salve' em Ponte Branca

Homem morto em confronto com a PM em Ribeirãozinho estava em fuga após aplicar 'salve' em Ponte Branca


De acordo com a PM, ele tentou matar um usuário de drogas que conseguiu fugir durante sessão de torturas. A vítima avisou a PM. Na fuga, Leandro teria tentado sacar de arma e foi morto em Ribeirãozinho

A Polícia Militar de Ribeirãozinho-MT, a 110 km de Barra do Garças-MT, confrontou por volta das 2h30 da madrugada de quarta-feira (29/12), com um homem, que retornava de Ponte Branca-MT e tentou reagir durante abordagem dos policiais, que pararam um veículo Gol azul em que ele estava na companhia de mais 3 pessoas.

Segundo a PM, Leandro Oliveira Batista, de 26 anos, desceu do veículo e teria levado a mão na cintura na tentativa de sacar de uma pistola calibre 380 e nesse momento a ação dele foi rechaçada pelos policiais com um disparo.

Os PMs conseguiram pegar a arma e deter as outras três pessoas que estavam no veículo. Foi chamado socorro médico para Leandro que não resistiu e faleceu ali mesmo ao lado do veículo.

Segundo relato da PM, Leandro na companhia de outro rapaz, também morador de Ribeirãozinho, foram até a cidade de Ponte Branca com intuito de aplicar um salve contra um rapaz usuário de drogas. O salve é aplicação de uma sessão de torturas e castigos normalmente para devedores, rivais ou delatores de facções.

A vítima de Ponte Branca, um homem de 30 anos, disse que foi levado para mato com a desculpa de usar drogas, mas lá chegando, começou apanhar com um pedaço de ripa porque seria ‘cagueta ou X9’ e estaria entregando o grupo) e que num determinando momento a vítima ouviu os agressores recebendo ordem por teleofne para executá-lo. E foi nesse instante, que a vítima saiu correndo em direção a rodovia MT 100 e que um dos autores da agressão atirou contra ele mas não acertou. A vítima de Ponte Branca avisou a Polícia Militar do ocorrido e que por sua vez avisou a PM de Ribeirãozinho. 

Reconhecimento

A vítima de Ponte Branca foi levada até Ribeirãozinho onde reconheceu que um dos agressores dele seria Leandro que estava morto após confronto com a PM e que reconheceu até mesmo a arma, uma pistola 380, que estaria com o Leandro que a esfregou no rosto dele durante as torturas.

No veículo abordado pela PM estava outro envolvido na tortura de Ponte Branca, que alegou que somente levou o Leandro até o local, numa moto que estragou na volta. Já as outras duas pessoas, que estavam no veículo, foram liberadas pois estavam só prestando socorro na estrada pois a moto que o Leandro estava tinha quebrado. 

A PM informou que Leandro tem seis passagens pela polícia sendo duas por estupro. E que o colega dele, que participou da sessão de torturas, também tem passagem pela polícia.  

 

Araguaia Notícia

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário

Banner Superior Esquerda

Banner Central Esquerda

Banner Inferior Esquerda

 

 
 

 

 

COLUNAS E OPINIÃO

Blog do Samy Dana

Colunista O Repórter do Araguaia

Gerson Camarotti

Colunista O Repórter do Araguaia

 

VÍDEOS

 

Acesse nosso Canal no Youtube

 

NOSSOS PARCEIROS