Português Italian English Spanish

Três suspeitos são presos por estupro de vulnerável contra criança de oito anos

Três suspeitos são presos por estupro de vulnerável contra criança de oito anos


19/11/2020

Três homens, entre eles o padrasto da vítima, acusados de estupro de vulnerável contra uma menina de 8 anos, foram presos pela Polícia Civil do município de Vila Rica (1.259 km a nordeste de Cuiabá), durante ação para cumprimento de mandados de prisões preventivas.

Os suspeitos possuem parentesco com a vítima e tiveram as ordens judiciais decretadas pela Justiça da Comarca de Vila Rica.

As investigações iniciaram no dia 30 de outubro, logo após a Delegacia de Polícia ser acionada pelo Conselho Tutelar da cidade, que foi procurado pelo pai biológico e madrasta da menina relatando os abusos.

Conforme narrativa do casal, a criança de 8 anos morava com seus outros dois irmãos, a mãe e padrasto no estado do Pará e há pouco tempo haviam se mudado para Vila Rica e estavam residindo na casa da irmã da vítima, que é casada e encontra-se gestante.

No entanto, passado alguns dias, a irmã da vítima resolveu levar a criança para morar com o pai biológico e a madrasta, que já cuidavam de outros dois irmãos mais velhos da menina.

Durante a convivência com a menina, a madrasta passou a perceber um comportamento estranho da enteada e ao conversar com ela foi surpreendida pelos relatos da criança. A menina contou em detalhes os abusos sexuais que sofria por parte do padrasto, desde a época em que a família morava no Pará.

A vítima revelou também que após se mudar para Vila Rica, os abusos sexuais cometidos pelo marido da mãe continuaram. E outros homens que também moravam ou frequentavam a mesma casa passaram a praticar os crimes, sendo o cunhado da vítima de 23 anos (marido da irmã dela que está gestante) e o pai do rapaz, de 47 anos (sogro da mulher gestante).

Diante dos fatos gravíssimos apreentados, o Conselho Tutelar procurou a Polícia Civil, que imediatamente passou a apurar o caso. A vítima foi ouvida em depoimento especial e, posteriormente, encaminhada para exame de corpo delito, sendo constatado os abusos e a conjunção carnal na vítima.

As investigações apontaram que os integrantes da família, incluindo mãe e padrasto da vítima, faziam o uso de bebidas alcoólicas e drogas e dentro da casa, os moradores amordaçavam a menina e cometiam os estupros de forma sequencial.

Com base nos indícios coletados, a Polícia Civil representou pelos pedidos de prisões dos suspeitos, que foram deferidas pelo juiz local. Após expedição dos mandados, os investigadores de Vila Rica efetuaram a prisão de dois dos envolvidos, o cunhado da vítima e o sogro da irmã da vítima, no dia 9 de novembro.

Já o padrasto da criança foi preso pelos policiais civis ao se apresentar na delegacia de Vila Rica, para ser ouvido, nesta quarta-feira (18).

Os três suspeitos do crime de estupro de vulnerável foram encaminhados para a unidade prisional de Vila Rica, onde permanecerão à disposição do POder Judiciário.

As diligências continuam visando a continuidade da apuração dos fatos e conclusão do inquérito policial instaurado.


 

Da assessoria da PJC

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário

 
 

 

 

COLUNAS E OPINIÃO

Blog do Samy Dana

Colunista O Repórter do Araguaia

Gerson Camarotti

Colunista O Repórter do Araguaia

 

VÍDEOS

 

Acesse nosso Canal no Youtube

 

NOSSOS PARCEIROS