Português Italian English Spanish

Emanuel afirma que servidora é “psicopata” e deve ser afastada

Emanuel afirma que servidora é “psicopata” e deve ser afastada


14/01/2020

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) classificou como “psicopata” a servidora pública Elizabete Maria de Almeida, que confessou ter participado de uma “armação” contra o emedebista.

 

 

 

 

 

 

 

Em novembro do ano passado, Elizabeth acusou o prefeito de comprar vereadores para votarem pela cassação do colega Abílio Júnior (PSC), que responde a processo na Comissão de Ética na Câmara.

No entanto, após repercussão do caso ela prestou depoimento à  Delegacia de Combate aos Crimes de Corrupção (Deccor) na última semana e desmentiu as acusações feitas inicialmente. Ainda segundo ela, a armação teria tido a participação do vereador Abílio.

“Vejo isso [confissão] com muita indignação. Isso me revolta. A que ponto chega a maldade do ser humano, a falta de limites e a vontade de destruir por destruir. A vontade de caluniar, de inventar. Trata-se de uma farsa criminosa, repugnante. Uma coragem que beira a loucura. É uma psicopata”, disparou o prefeito.

“O que essa mulher fez - patrocinada não sei por quem e aí as investigações vão desvendar - é um ato criminoso, ato perverso, de maldade pura. Ela sabia que era mentira e mesmo assim o fez. Uma pessoa dessa é normal? É uma farsante criminosa”, emendou Emanuel.

As declarações foram dadas na manhã desta segunda-feira (13), durante solenidade realizada no Crea-MT e que marcou a instituição do alvará de construção automático em Cuiabá.

Na oportunidade, o prefeito também reiterou que seus advogados estão tratando do assunto e a servidora deverá ser acionada criminalmente.

“Muitas coisas terão que ser decididas na Justiça porque isso aí não vai ficar impune”, disse.

Desligamento

Também conforme o prefeito, já foi feita uma consulta à Procuradoria Geral do Município em relação à vida funcional da servidora.

“Fui informado extraoficialmente que ela era oriunda de processo seletivo e o contrato dela expirou. Então, se expirou ela será desligada naturalmente”, afirmou.

“Não vou usar a máquina para perseguir por perseguir. Vai ser feito o que é de justiça. Uma servidora como essa não pode ter o contrato renovado, até pela conduta dela. Mas tudo será feito dentro dos trâmites legais”, concluiu Emanuel.

 

 

CAMILA RIBEIRO/DA REDAÇÃO

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário

 
 

 

 

COLUNAS E OPINIÃO

Blog do Samy Dana

Colunista O Repórter do Araguaia

Gerson Camarotti

Colunista O Repórter do Araguaia

 

VÍDEOS

 

Acesse nosso Canal no Youtube

 

NOSSOS PARCEIROS